Documentos Online
Regulamentos Em Discussão Pública
PRORURAL+
Açores 2020
EcoTur

Irmandade do Sábado do Espírito Santo da Silveira do Pico assinala os 300 anos das erupções de 1720

Categoria: Cultura
Publicado em sábado, 30 maio 2020, 11:57
Atualizado em sábado, 30 maio 2020, 11:57

Monumento Erupções VulcânicasA Irmandade do Sábado do Espírito Santo da Silveira inaugurou no passado sábado, dia da festa do Espírito Santo naquela paróquia, um monumento para assinalar os 300 anos dos votos que levaram à criação daquela irmandade, devido às erupções registadas em julho de 1720. Sendo uma das erupções históricas registadas na ilha do Pico, a erupção ocorrida a 10 de julho de 1720, foi antecedida, de acordo com os registos históricos, por “violentos terramotos ao principio de junho; amiudando-se e augmentando progressivamente de intensidade até o dia 10 (de Julho), em que rebentou fogo com horriveis estampidos por cinco boccas no logar do Soldão suburbio da villa das Lajes das Lajes d aquella ’aquella ilha pelas 9 horas da noute”. Da erupção não se registaram quaisquer perdas humanas, já que a população conseguiu fugir atempadamente para as Lajes do Pico, todavia, registaram-se prejuízos significativos na região envolvente, tendo as correntes de lava destruído 30 casas, assim como, quintas, vinhas e pomares, além de ter provocado a morte a inúmeros animais e terem ficado os habitantes “todos atordoados pelos vapores sulphures”.

Numa cerimónia simples, mas de intenso significado, o Presidente da Assembleia da irmandade do Sábado do Espírito Santo, Tomás Cardoso, realçou no seu discurso o contexto ímpar em que estão a decorrer os festejos do Espírito Santo, neste ano de pandemia, tendo apresentado a simbologia do novo monumento. Assim, a base do monumento, representa um cálice simbolizando um misto entre o que diz o velho e novo testamento, com um significado de arrimo de sorte e bênção sobre o povo daquele tempo ou seja sobre as nossas gentes da Silveira. Sobre o cálice assenta um Pico / Ponta da Montanha, simbolizando o vulcão e a força da natureza que atormentou o povo da Silveira há 300 anos, envolto num anel de cobre que representa a lava incandescente que deslisava em direção às populações, onde ficou gravado o seguinte voto: Divino Espírito Santo, enchei os corações do Povo da paróquia de São Bartolomeu da Silveira e recorde o fogo terreno vulcânico convertido em amor, doação e ação de graças  desde há 300 anos. 1720 - 1723 a 2020 -2023 - Irmandade Sábado Espírito Santo da Silveira. Finalmente, no cimo ficará uma pomba simbolizando a descida do Espírito Santo do Céu, serenando os nossos medos e o pânico geral do povo em tempo de calamidades. De acordo com Tomás Cardoso, este pequeno monumento, construído em pedra vulcânica a seu pedido por um artesão local, o jovem Márcio Gomes, traduziu fielmente os objetivos da irmandade, assim ficando registada esta data dentro do Espírito da renovação de um ato de fé na esperança de estes valores se transmitam aos vindouros, para todo o sempre.

IMG_1469
IMG_1474
IMG_1484
IMG_1487
IMG_1492
IMG_1495
IMG_1498
IMG_1502
IMG_1513
IMG_1516
IMG_1523
IMG_1524
01/12 
start stop bwd fwd

Get a better hosting deal with a hostgator coupon or play poker on party poker
Câmara Municipal das Lajes do Pico, Rua de São Francisco, Convento de São Francisco, 9930-135 - Lajes do Pico. Telefone: 292 679 700